Google+ Sede do Controle (Portal do 86): Museu de Cera (House of Wax) (1953)

domingo, 16 de novembro de 2014

Museu de Cera (House of Wax) (1953)

Postado Por BlackTom

Recomendado antes de ler a postagem assistir o filme,pode conter spoilers.

Cartaz do Filme
House of Wax, ou "Museu de Cera" no Brasil, é um filme de terror de 1953, dirigido por André De Toth. É um remake do filme Mystery of the Wax Museum de 1933.
Prof.Jarrod com o rosto deformado
Henry Jarrod (Vincent Price) é um escultor que faz imagens magníficas para o seu museu de cera. Jarrod luta com seu sócio, Matthew Burke (Roy Roberts), quando este começa a incendiar o museu para receber US$ 25 mil do seguro. Jarrod tenta detê-lo em vão, sendo que logo o local todo se incendeia e é seguido por uma explosão, com Jarrod sendo considerado morto. Algum tempo depois, Matthew recebe o dinheiro do seguro e planeja viajar com Cathy Gray (Carolyn Jones), mas é morto por uma pessoa disforme, que na realidade é o próprio Jarrod, que simula o assassinato como se fosse suicídio. Pouco tempo depois, Jarrod mata Cathy Gray e rouba seu corpo do necrotério. Depois de algum tempo ele reaparece, dizendo que escapou por milagre. Quando Sue Allen (Phyllis Kirk), a colega de quarto de Cathy, vê a imagem de Joana D'Arc no museu, começa a suspeitar que é o corpo de Cathy coberto com cera.

Jarrod e sua estátua de Joana D'arc

Ficha do Filme

Direção André De Toth

Roteiro Crane Wilbur, baseado na história de Charles Belden

Elenco

Vincent Price — Prof. Henry Jarrod
Frank Lovejoy — Tenente Tom Brennan
Phyllis Kirk — Sue Allen
Carolyn Jones — Cathy Gray
Paul Picerni — Scott Andrews
Roy Roberts — Matthew Burke
Angela Clarke — Sra. Andrews
Paul Cavanagh — Sidney Wallace
Dabbs Greer — Sargento Jim Shane
Charles Bronson — Igor
Nedrick Young — Leon

Gênero Terror, Suspense,Fantasia

Idioma Inglês(Original)

País   Estados Unidos

Duração  88 Min.Colorido

Nota  5,5 

Foto do novo museu de Jarrod 

Curiosidades

O ator Nedrick Young não aparece listado nos créditos de Museu de Cera, por estar presente na lista negra da época do macarthismo nos Estados Unidos.
O "Ateliê" de Jarrod
A guilhotina usada em Museu de Cera era verdadeira, sendo que o ator Paul Picerni apenas concordou em realizar a cena com ela se esta fosse rodada em uma única tomada. 

Esta mesma cena da guilhotina chegou a ser retirada do roteiro pelo diretor, que a considerou perigosa demais para ser rodada. Entretanto, devido a uma ordem do chefe da Warner Bros., ela foi reinserida no filme.

Museu de Cera foi o 1º filme em 3D produzido pela Warner Bros.

Por ser cego de um olho, o diretor André De Toth nunca pôde perceber os efeitos em 3D do filme que dirigiu.

Refilmagem de Os Crimes do Museu (1933).

Refilmado como A Casa de Cera (2005).










Postar um comentário